Após realizar o pouso na Lua, a missão espacial da Intuitive Machines, empresa privada, enfrentará uma interrupção prematura apenas cinco dias após a aterrissagem no satélite natural da Terra. A empresa declarou que prevê a perda de contato com a sonda na terça-feira (27) devido ao fato de o equipamento ter tombado no solo lunar.

A missão marcou o retorno dos Estados Unidos à Lua depois de mais de meio século. O pouso ocorreu na quinta-feira (22), logo após os controladores tentarem resolver um problema de navegação identificado anteriormente.

Embora os controladores tenham conseguido pousar o módulo, a sonda tombou em uma rocha, o que causou problemas na transmissão de dados, já que duas antenas da sonda ficaram apontadas para baixo.

A expectativa da NASA era que o módulo operasse por um período de sete a dez dias. A sonda deveria coletar dados sobre o ambiente lunar em preparação para o envio de uma missão tripulada à Lua, planejada até 2026.

Ainda não está claro se a interrupção prematura da missão resultará em perda de dados científicos.

A Intuitive Machines atribuiu a falha a um erro humano na configuração dos telêmetros a laser da nave. Esses telêmetros são responsáveis por fornecer informações de altitude e velocidade ao sistema de navegação da missão.

Na sexta-feira (23), a empresa revelou que os telêmetros a laser estavam inoperantes devido ao fato de os engenheiros não terem desbloqueado o interruptor de segurança antes do lançamento, em 15 de fevereiro. Essa falha foi detectada pouco antes do pouso na Lua.

A missão, denominada IM-1, envolve um módulo de pouso com mais de quatro metros de altura e seis cargas de instrumentos para coletar dados do ambiente lunar. É parte dos preparativos da NASA para a missão Artemis 2, que visa levar astronautas à Lua até 2026.

A NASA contratou empresas privadas para transportar equipamentos para a Lua antes do retorno do homem ao satélite natural. Essa missão lunar da Intuitive Machines foi a primeira tentativa da empresa nesse sentido.

Índia e Japão também conseguiram pousar na Lua com sucesso recentemente.

Fonte: G1 – globo.com

Compartilhar: