DestaqueTecnologia

China inaugura rede nacional de supercomputadores para impulsionar economia digital

A República Popular da China lançou oficialmente sua rede nacional de supercomputadores, em uma cerimônia realizada na cidade de Tiajin nesta quinta-feira (11). O objetivo principal da iniciativa é mitigar o desequilíbrio entre a oferta e a demanda de poder computacional, enquanto fornece suporte essencial para o desenvolvimento contínuo da economia digital do país.

O evento contou com a presença de renomados cientistas da computação, incluindo Qian Depei, membro da Academia Chinesa de Ciências e líder do painel de especialistas da plataforma. Em suas palavras, Qian enfatizou o papel da inteligência artificial como um catalisador para promover a inovação colaborativa em diversos aspectos da computação, desde hardware até algoritmos e sistemas de aplicativos.

Mais de duzentos provedores de serviços se uniram à rede nacional de supercomputadores, contribuindo com mais de 3.200 produtos que abrangem inovações digitais de ponta, como computação científica avançada, simulação industrial e treinamento de modelos de inteligência artificial.

A construção da rede teve início em abril de 2023, conforme anunciado pelo Ministério da Ciência e Tecnologia da China, e representa um compromisso estratégico do país com a liderança global em ciência e tecnologia.

Fonte: artigo adaptado de Revista Forum

Compartilhar: