BRDestaquePolicial

Caso Marielle: Assessor de Brazão Teria Recebido Propina em Igreja de Malafaia

De acordo com informações apresentadas no parecer da PGR (Procuradoria Geral da República), um assessor de Domingos Brazão, preso por ligação com o assassinato de Marielle Franco, teria recebido dinheiro da milícia em uma igreja evangélica associada ao pastor Silas Malafaia.

O assessor em questão, apelidado de “Peixe”, atuaria como segurança informal de Domingos. Relatos indicam que ele acompanhava Brazão em atividades ligadas às milícias e ao domínio territorial sobre loteamentos ilegais.

Outras informações apontam para um ambiente permeado por armas ao redor do assessor, inclusive mencionando um churrasco em um condomínio onde tiros foram ouvidos durante uma briga.

Jair Bolsonaro e o Pastor Silas Malafaia / Foto: Reprodução

Silas Malafaia ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto, prometendo dar uma resposta na segunda-feira (25.mar.2024). O jornal O Globo publicou os conteúdos do disque denúncia, enquanto Malafaia criticou as publicações como “jornalismo cretino e parcial”.

Domingos Brazão, conselheiro do Tribunal de Contas do Rio de Janeiro, foi preso junto com mais duas pessoas ligadas ao assassinato de Marielle e do motorista Anderson Gomes. Chiquinho Brazão, deputado federal e irmão de Domingos, e Rivaldo Barbosa, ex-chefe da Polícia Civil do Rio, também foram detidos.

Os irmãos Brazão são suspeitos de serem os mandantes do assassinato, enquanto Rivaldo é investigado por suposta obstrução de justiça e por planejar o crime.

Domingos Brazão/ Foto: Reprodução

A operação da Polícia Federal, batizada de “Murder Inc.”, também cumpriu outros 12 mandados de busca e apreensão na capital do Rio de Janeiro, em endereços de outros nomes ligados à investigação. A operação foi autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal).

Apesar das prisões, seis anos após o crime, ninguém foi condenado. A investigação, iniciada pela polícia do Rio de Janeiro e acompanhada pela Polícia Federal desde 2023, está em fase final, segundo declarações do então ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, em dezembro de 2023.

(Fonte: Adaptação de Poder360, O Globo)

(Imagens: Reprodução)

Compartilhar: