DestaqueInternacional

Europa Precisa se Preparar para uma Possível Guerra, Adverte Premiê Polonês

Donald Tusk, primeiro-ministro da Polônia, alertou que a Europa está enfrentando uma “era pré-guerra” após a invasão russa à Ucrânia, destacando a falta de preparação do continente para tal cenário. Tusk instou os países europeus a aumentarem seus gastos com defesa.

Em uma entrevista na sexta-feira (29) a um grupo de jornais europeus, Tusk afirmou: “Não quero alarmar ninguém, mas a guerra já não é um conceito do passado. É uma realidade que começou há mais de dois anos. Estamos entrando em uma nova era: a era pré-guerra. Não estou exagerando, isso está se tornando mais evidente a cada dia”.

Ele enfatizou que a Europa está enfrentando seu momento mais crítico desde o fim da Segunda Guerra Mundial, e ressaltou que “o mais preocupante neste momento é que literalmente qualquer cenário é possível”.

Os alertas de Tusk surgem após um míssil russo ter violado o espaço aéreo da Polônia durante os ataques russos à Ucrânia, levando o país a declarar estado de alerta. Tusk intensificou seus apelos para que os líderes europeus aumentem o investimento na defesa, argumentando que, se a Ucrânia for derrotada pela Rússia, a segurança de toda a Europa estará em risco.

Ele também destacou a importância da Europa se tornar mais auto-suficiente militarmente para fortalecer sua posição como aliada dos Estados Unidos, independentemente do resultado das eleições presidenciais norte-americanas.

Apesar das negações de Putin sobre a intenção da Rússia de atacar um país da OTAN, as relações entre o Ocidente e a Rússia atingiram um ponto crítico desde a Guerra Fria, com a OTAN em alerta máximo para um possível conflito em larga escala.

Tusk reiterou a importância de todos os países europeus gastarem pelo menos 2% do PIB em defesa, enfatizando que não se trata de alcançar a autonomia militar dos EUA, mas sim de fortalecer a capacidade de defesa do continente.

Fonte: Agência Brasil

Compartilhar: