EconomiaTecnologia

Nubank planeja lançar sua própria operadora virtual de celular

O Nubank, famoso pela inovação em serviços bancários, está expandindo seus horizontes e se preparando para entrar no mercado de telefonia celular. A Anatel aprovou um contrato de credenciamento entre o banco digital e a Claro, abrindo caminho para o lançamento de uma nova operadora móvel virtual (MVNO). O processo, que teve início em janeiro de 2024, recebeu o aval da superintendência de competição da Anatel, segundo informações obtidas em primeira mão pelo Tecnoblog.

Embora o nome Nucommerce possa não ser imediatamente reconhecível, está intrinsecamente ligado ao Nubank. Os registros do CNPJ revelam Guilherme Marques do Lago, atual CFO do Nubank desde fevereiro de 2021, como um dos administradores da Nucommerce. Além disso, o endereço cadastrado coincide com a sede do Nu em São Paulo.

A documentação disponível revela que o Nubank optou pela Claro como sua parceira para a operação móvel. No entanto, uma cláusula inicial que impunha exclusividade entre Claro e Nubank foi suprimida. Isso significa que o banco está livre para negociar com outras fornecedoras de serviços móveis, em conformidade com as regulamentações da Anatel.

Embora a escolha da Claro seja notável, dado seu pequeno envolvimento no mercado de MVNOs, a parceria sugere um movimento estratégico por parte do Nubank. O Banco Inter já trilhou esse caminho com a Inter Cel, que oferece planos de celular utilizando a cobertura da Vivo.

Os detalhes sobre os planos e data de lançamento da MVNO do Nubank ainda não foram divulgados oficialmente. No entanto, a entrada do banco no mercado de telefonia celular promete trazer mais opções aos consumidores e agitar ainda mais o cenário competitivo das telecomunicações no Brasil.

Fonte: Adaptado de Tecnoblog

Compartilhar: