DestaqueEconomia

Trajetória da Livraria Leitura: De Sebo a Líder nos Shoppings

Texto: Em 1967, na movimentada Belo Horizonte, um jovem de 18 anos chamado Emídio Teles dava os primeiros passos para criar um negócio que viria a se tornar uma referência no universo literário brasileiro: a Livraria Leitura. Inicialmente voltada ao comércio de livros didáticos novos e usados, a empresa, que então atendia pelo nome de Livraria Lê, surgiu como um modesto sebo na Galeria do Ouvidor, no centro da capital mineira.

Com o passar dos anos, a Leitura evoluiu e expandiu suas operações. Em 1975, oito anos após sua fundação, o estabelecimento mudou seu nome para Livraria Leitura, marcando uma nova fase em sua história. O plano de expansão inicial concentrou-se em Minas Gerais, mas em 2000, a empresa deu um passo decisivo além das fronteiras do estado, inaugurando uma unidade em Brasília.

A partir desse marco, a Leitura ampliou significativamente sua presença, fincando sua bandeira em diversos pontos do país. Atualmente, a empresa conta com mais de 100 unidades espalhadas por 22 estados brasileiros, empregando cerca de 2.200 funcionários. Sua trajetória de sucesso a tornou uma das principais protagonistas no cenário das livrarias brasileiras, especialmente nos shoppings centers.

Em um contexto em que gigantes do setor, como a Livraria Cultura e a Saraiva, enfrentaram crises financeiras, a Livraria Leitura emergiu como uma alternativa sólida e confiável para os amantes da leitura em todo o país. Com um modelo de negócios focado na rentabilidade e na expansão estratégica, a empresa se consolidou como a nova referência nos corredores dos shopping

Fonte: Adaptado de Estadão

Compartilhar: