BRBrasilPolítica

Elon Musk Acusa Alexandre de Moraes de Exigir Violação das Leis Brasileiras pelo X

O CEO do X (anteriormente conhecido como Twitter), Elon Musk, declarou nesta segunda-feira, 15, que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, está exigindo que a rede social viole as leis brasileiras.

Por meio de sua conta oficial, o empresário afirmou que “as leis dos Estados Unidos impedem o X de participar de corrupção que viole as leis de outros países, que é o que Alexandre de Moraes está exigindo que façamos”, marcando o perfil oficial do ministro.

A declaração de Musk veio em resposta a uma nota publicada pelo “Assuntos Governamentais Globais”, perfil institucional do X, que informava sobre a intimação da X Corp., empresa privada de Musk, pelo Comitê Judiciário da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos para fornecer informações sobre as ordens do STF. “Para cumprir suas obrigações de acordo com a legislação dos EUA, a X Corp. respondeu ao Comitê”, informou o perfil institucional.

O embate entre o bilionário sul-africano e o ministro do STF teve início no sábado, 6, quando Musk acusou Moraes de infringir a Constituição brasileira e promover censura em suas decisões judiciais. No dia seguinte, o empresário renovou seus ataques, sugerindo que o ministro renunciasse ou enfrentasse um processo de impeachment.

O X alegou ter sido obrigado por decisões judiciais a bloquear certas contas populares, sem conhecer os motivos por trás dessas ordens. Em resposta, Moraes incluiu Musk como investigado no inquérito das milícias digitais por “dolosa instrumentalização” da rede social.

Na última segunda, 8, Musk voltou a atacar Moraes, chamando-o de “ditador” e insinuando que ele teria o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva “na coleira”. Em contrapartida, Moraes reiterou a seriedade do Poder Judiciário brasileiro e a importância da liberdade de expressão responsável durante uma sessão plenária do STF, na última quarta-feira, 10.

Fonte: Artigo adaptado de “Estadão”.

Compartilhar: